4109-1052 | 98067-6144 contato@spadomicro.com.br
Quando é preciso formatar o computador?

Quando é preciso formatar o computador?

Sim, às vezes formatar o computador será a única solução para se livrar de certos problemas em sua máquina.

Com o passar do tempo, os computadores costumam apresentar certas intermitências, que dificultam as atividades do usuário. É claro que esse não é o único fator que torna o funcionamento dos computadores falho. As condições de armazenamentoo tempo e a forma de utilização também influenciarão nessa decisão. Por isso, é sempre importante tomar certos cuidados com o seu computador.

Quase sempre, em situações muito críticas, será necessário realizar a formatação do computador. Casos como infestações de vírussequestro de dados ou pane geral – a famosa Tela Azul da morte – são alguns exemplos.

Para evitar equívocos, é importante entender os principais fatores que levam os computadores a serem formatados. Identificando alguns sinais, será mais fácil acionar a sua equipe ou consultoria de TI para solucionar o caso.

Restaurar ou formatar um computador?

Na prática, estes dois conceitos são bastante diferentes um do outro. Cada um deles é indicado para casos diferentes.

Formatar um computador implica em apagar totalmente o seu conteúdo, sendo necessário reinstalar seu sistema operacional do zeroImagens, fotos e documentos são eliminados, e não podem ser recuperados novamente.

formatação é um último recurso para solucionar os problemas dos computadores, caso nenhuma outra ação seja capaz de resolvê-lo. Principalmente em caso de computadores que já possuem mais tempo de uso.

O usuário também pode optar apenas por restaurar o computador. Essa é uma decisão menos radical, antes de pensar em formatar a máquina. Nessa situação, o sistema operacional voltará as configurações de fábrica iniciais e os arquivos armazenados no dispositivo serão mantidos. A restauração é indicada para máquinas com até 2 anos, que ainda estão em plena condição de uso. Essa é uma forma de fazer uma “limpeza”, que deixará o seu computador mais ágil novamente.

Quando formatar o computador?

Existem dezenas de razões que levam um computador a ser formatado. Entre alguns dos motivos mais comuns estão:

  • Infestação de vírus ou sequestro de dados;
  • Venda e/ou doação do computador para terceiros;
  • Pane geral do sistema operacional;
  • Lentidão ao utilizar o computador;
  • Quando a restauração da máquina não foi suficiente para resolver o problema;
  • Atualizações de sistema malsucedidas;
  • Troca de hardwares.

Nas empresas, principalmente, o mais indicado é contar com o apoio de sua equipe ou consultoria de TI nesse momento. Eles poderão avaliar se a formatação é realmente a ação mais indicada.

Cuidados na hora da formatação do computador

Antes de iniciar a operação para formatar um computador, é preciso listar todos os programas necessários. Esse é um passo importante, para que o usuário possa voltar a usar o seu computador como antes. Algumas aplicações são indispensáveis, independentemente de quem for utilizar a máquina: Pacote Officenavegadoresdrivers para impressora ou scanner. Com base nas atividades para as quais o computador for destinado, outros programas serão necessários. Um Designer Gráfico com certeza precisará de softwares para edição de imagem e vídeo. Enquanto um profissional financeiro, deverá fazer uso de sistemas de faturamento e bancários.

Nunca esqueça também que os sistemas operacionais são pagos – como o Microsoft Windows, por exemplo. Talvez seja necessário reinserir sua licença, para que ele possa ser ativado. Então, certifique-se que esse número esteja em mãos.

Outro ponto extremamente importante antes da formatação, é realizar um backup completo de seus dados. Além de garantir a segurança de seus arquivos, caso haja algum contratempo durante a formatação, você poderá utilizar o backup para reiniciar o processo.

É possível se prevenir contra uma formatação de computadores?

Infelizmente a resposta para essa pergunta não é positiva. Por mais precauções que o usuário possa tomar, com o passar do tempo, o momento de formatar o computador chegará. Por exemplo, as constantes atualizações de sistemas operacionais são uma das razões que tornam a formatação necessária.

Conforme os sistemas são atualizados pelos seus fabricantes – na maioria dos casos, em que uma nova atualização sobrepõe uma antiga – os programas acabam deixando “rastros”, que tornam os computadores mais lentos. Outros softwares, além dos sistemas operacionais, também costumam deixar esses rastros.

Essa lentidão, quase sempre, é imperceptível no começo. Porém, conforme mais e mais atualizações ocorrem, ela passa a ficar evidente. Essa queda de performance, mais cedo ou mais tarde, irá se apresentar, mesmo em computadores modernos e com sistemas atuais. Logo, como não é recomendável não fazer as atualizações periódicas, esse problema um dia chegará.

É comum que as atualizações de drivers também causem lentidão. Principalmente quando não são testadas exaustivamente pelos fabricantes, gerando efeitos colaterais indesejáveis.

Restaurar o computador periodicamente é uma alternativa, que, possivelmente, pode postergar a formatação.

Quando formatar e quando trocar de computador?

A evolução dos sistemas operacionais traz funcionalidades extremamente sofisticadas e úteis para os usuários. Em contrapartida, essas melhorias acabam exigindo muito mais do processamento da máquina (memóriadiscoprocessador e etc.).

Os computadores mais antigos – entre 5 e 7 anos – têm dificuldade de suportar toda essa carga de processamento. A forma de demonstrar esse empecilho é ficando mais lento, com o passar do tempo. A essa altura, mesmo com uma formatação, a capacidade original do computador não será recuperada. Logo, será preciso escolher entre continuar com o sistema operacional antigo ou trocar de computador.

Posso formatar computadores por conta própria?

formatação de computadores é um processo possível de se realizar por conta própria. Entretanto, esse é um procedimento demorado e trabalhoso. Ele facilmente pode apresentar problemas que um usuário, sem conhecimento necessário, não será capaz de resolver.

Por isso, o mais recomendado é contar com a ajuda de um profissional especialista de tecnologia. Principalmente no caso de empresas, que podem sofrer graves consequências ao menor descuido. Assim sendo, deixe esse trabalho nas mãos de sua equipe ou consultoria de TI. Além de ser muito mais seguro, você poderá ficar tranquilo para se dedicar às suas atividades diárias.

Como Montar Uma Assistência Técnica Para Celulares

Como Montar Uma Assistência Técnica Para Celulares

Veja o passo a passo de como montar uma assistência técnica para celular e o investimento médio para ser dono deste tipo de negócio. Assistências técnicas para celulares podem ser um bom negocio hoje em dia, quando bem gerenciado e com qualidade no serviço. Tendo em vista que as pessoas não possuem menos de dois celulares atualmente, este tipo de emprego é quase uma necessidade. Apesar dos aparelhos móveis estarem bem baratos e com preços convidativos, há os de alta tecnologia que são caros e o reparo é a melhor opção ao invés da troca.

Para os que pretendem montar uma assistência técnica para celulares, o aviso mais importante é quanto à qualidade do serviço prestado. Assim como a fama de um bom espaço corre rápido e o comércio será bem requisitado, um serviço mal feito ou com descaso ao cliente pode tornar o ponto comercial odiado até mesmo pelos que nunca conheceram nem a fachada da assistência. É preciso ter bastante cuidado.

Caso tenha interesse em seguir em frente, veja alguns pontos a serem seguidos para montar uma assistência técnica para celulares.

Curso E Capacitação Em Técnico De Celulares

É preciso antes mesmo de abrir pensar em como o serviço vai ser prestado, se você será o dono e também o que irá atuar no serviço ou irá contratar alguém. É preciso ter um técnico qualificado neste tipo de serviço, o que é bem fácil conseguir ou fazer você mesmo porque são muitos os cursos oferecidos pelo mercado voltados para a manutenção de celulares que custam em média R$ 300 de investimento.

Tanto prestando o serviço como contratando alguém para o fazer, é preciso ter em mente que toda loja de assistência técnica de celular oferece uma garantia de serviço, prevista em Lei pelo Código de Defesa do Consumidor. Logo, é preciso prezar sempre pela qualidade ou o tempo que seria dedicado a um novo cliente será usado para refazer algo que não ficou bem acabado.

Espaço Para Montar Uma Assistência De Celulares

Como o objeto a ser trabalhado é pequeno, não é preciso um grande espaço para montar uma assistência neste gênero, até em 15 metros quadrados está de bom tamanho. A maioria das lojas de assistência técnica não passam dos 20 metros quadrados de área. O segredo é deixar um amplo espaço para atuar com uma mesa confortável e para atender os clientes com cadeiras de forma que ele possa esperar o serviço ficar pronto.

Para trabalho, será preciso uma mesa com cadeiras confortáveis e boa iluminação. A maioria das assistêmcias de celulares trabalha com uma divisória para que o cliente não tenha contato com o fundo da loja onde são feitos os reparos. É uma forma de trabalhar mais tranquilamente sem o questionamento da qualidade do serviço e ainda manter a segurança dos aparelhos diante do público que visita o estabelecimento.

Em ambiente fechado, aproveite para prezar pela segurança dos seus clientes e a sua e mantenha um armário com chave para colocar os aparelhos prontos e os ainda em serviço por segurança sua e a loja. O ideal é ter o serviço de uma empresa de segurança ou alarme, pois o risco é alto atuando nesta área, a menos que seja em shopping center onde o aluguel já inclui seguro.

Equipamentos Para Montar Uma Assistência Técnica Para Celulares

Os equipamentos necessários para uma assistência de celular são de manutenção, os mesmos ou muito parecidos usados em uma assistência para computador. O kit de ferramentas pode ser comprado em lojas de peças para informática a preços bem em conta, depende da especialidade do serviço. Já as peças autorizadas para as marcas é preciso entrar em contato com os fabricantes tanto de celulares como de marcas que fabricam peças apenas para celulares como display, teclado, cabo flat, entre outras.

O empresário pode trabalhar com estoque próprio de peças ou atuar com encomenda, o que é mais simples, mas pode não agradar ao cliente. Com estoque próprio é preciso ter uma boa quantidade de peças para os diferentes modelos de aparelhos no mercado, porém o serviço será mais rápido. Já atuando com peças sob encomenda, corre o risco de não perder as compradas por falta de uso e procura de mercado, uma vez que os celulares ficam obsoletos rapidamente com a quantidade de novos lançamentos mensais.

Licenças Necessárias Para Montar Uma Assistência Técnica

Uma assistência técnica é um ponto comercial e por isso atua como uma empresa tradicional, com a necessidade de CNPJ, que se consegue com abertura de firma. É preciso ainda estar registrado em Prefeitura como prestador de serviços, o que é diferente de comércio e por isso os impostos sob cada nota fiscal são menores que os de um ponto comercial.

Abertura de firma, contratação de funcionários, pagamento de férias e indenizações devem ser feitos perante o trabalho de um contador, profissional especializado nesta área.

Como Ter Sucesso Com Sua Assistência Para Celulares

Escolha um ponto com grande fluxo de pedestres e veículos, de preferência com fácil estacionamento. Faça todo o planejamento da sua assistência técnica para celulares antes de iniciar na atividade. Dentre os pontos mais relevantes é preciso levantar o valor do investimento inicial necessário, a quantidade mínima de serviços necessária para que a empresa não tenha prejuízo (ponto de equilíbrio), expectativa de vendas de serviços e fazer um planejamento de marketing. Conhecer bem o mercado da região em que você pretende atuar é primordial para o sucesso no negócio. Caso tenha dificuldade conheça o Kit Como Abrir Um Negócio.

Visite outras lojas do segmento e observe como trabalham e o volume de serviços prestados, se a concorrência vai bem já é um bom sinal.

É importante obedecer aos horários dos locais onde estará localizado o ponto comercial. Abrir antes e fechar depois pode não ser tão vantajoso.

Organize os pedidos separados por data de entrega e entre finalizados e não finalizados para não ter problemas. Sempre vise o Código de Defesa de Consumidor e por isso atenda todos bem, sempre tente cumprir suas datas e dê um retorno aos clientes caso não consiga finalizar os serviços no prazo.

E Você Pretende Montar Uma Assistência Técnica Para Celulares? Comente Abaixo!

Teclado do notebook parou de funcionar? Veja o que pode ser feito

Teclado do notebook parou de funcionar? Veja o que pode ser feito

Então você está num dia super produtivo, ideias fluindo a mil por hora, dedos teclando nervosamente eis que parte do teclado do notebook ou até mesmo ele todo, para de funcionar.

Você insiste, passa a digitar com mais força na tentativa de fazer as letras que insistem em não aparecer colaborarem com a sua inspiração, mas de nada adianta. Essa situação é mais comum do que aparenta, mas não é o fim do mundo. Veja aqui o que fazer para tentar solucionar o problema no teclado do notebook.

Bom a primeira coisa a fazer, é identificar se o problema está acontecendo com um tecla, um região do teclado, ou o teclado por inteiro. Pra isso, digite a seguinte frase em inglês, que utiliza todas as letras do alfabeto em outros programas, pois as vezes o problema esta

na configuração do software utilizado:

The quick brown fox jumps over the lazy dog

Certo, agora você já consegue identificar quais são as teclas que estão falhando. Vamos ao próximo passo para consertar o teclado do notebook.

Aspirando ou utilizando a boa e velha técnica milenar

Caso você perceba que apenas uma tecla ou uma pequena região do teclado está falhando, pode ser resultado de sujeira proveniente dos famosos lanchinhos em frente ao computador, que invadiram o seu teclado, e agora estão emperrando o dito cujo.

A melhor forma (e menos agressiva) de se livrar de possíveis migalhas vilãs, seria utilizando um aspirador USB ou um caseiro mesmo. Passe o aspirador por toda a região onde as teclas estão emperrando, lembrando-se de inclinar um pouco afim de facilitar a saída da sujeira para dentro do aspirador.

Outra possibilidade é com um compressor de ar, “soprando” a migalha pra fora do teclado.

Caso o aspirador ou o compressor de ar não tenham conseguido resolver a questão, vamos apelar para a velha e boa tática do “conserto a base da força”. Desligue o seu notebook para não danificar os componentes (principalmente o HD).
Com ele totalmente desligado, vire-o de cabeça para baixo (não totalmente, procure segurá-lo um pouco angulado para que a sujeira possa “escorregar” dentro do teclado e encontrar seu caminho para fora), e dê uma chacoalhada, afim de “desemperrar” a sujeira. Você pode (e deve) passar novamente o aspirador após o procedimento a fim de retirar, efetivamente, possíveis restos de migalhas entre outros lá de dentro.

Na maioria dos casos, se o problema realmente for sujeira, você consegue “corrigi-lo” sem maiores dificuldades.

(Uma forma de evitar a entrada e/ou acúmulo de sujeira no teclado é utilizar uma película protetora, podendo ser até um papel filme desses convencionais de cozinha. Mas o mais correto é evitar de degustar alimentos que esfarelam ou podem respingar sobre o teclado, por mais impossível que isso pareça).

Café, refrigerantes, cerveja e outros líquidos.

No caso de líquidos, “o buraco é mais embaixo”.

Consumir líquidos em frente ao notebook pode ser no mínimo uma aventura perigosa.

Líquidos podem causar um dano mais sério, não somente ao teclado, mas a outros componentes do notebook. Mas sabemos que esses acidentes acontecem, então veja como proceder nesses casos.

Caso vc tenha derramado apenas algumas gotas de refrigerante ou café você pode, com notebook desligado, retirar as teclas que foram afetadas pelo derramamento, e utilizar um pano seco, com poucas gotas de produto de limpeza (pode ser álcool ou até mesmo um pouco de água com sabão) afim de retirar o produto derramado da placa.
Um cotonete pode ser bem útil nesses casos, por tratar-se de um espaço pequeno e delicado. Deixe a área secar por completo antes de ligar novamente o notebook.

Caso a quantidade de líquido derramada seja grande, a primeira coisa a fazer é desligar o notebook para evitar danos mais extensivos. Outras peças além do teclado podem ser danificadas nesses casos. No que diz respeito ao teclado especificamente, a secagem e possível salvamento do mesmo é um pouco mais difícil. Normalmente nesses casos é necessário fazer a substituição do teclado.

Reboot

Muitas vezes, o teclado pode apresentar problemas por uma possível falha no sistema. A primeira opção nesses casos é o famoso reboot. O reboot ( reinicialização) pode corrigir centenas de problemas. Se você não consegue usar o mouse ou o teclado para reinicializar o seu notebook, basta apertar o botão do power continuamente até que o notebook se desligue. Caso o problema do teclado não tenha se resolvido após a reinicialização, verifique as alternativas abaixo.

Drivers

Esse e um problema que pode aparecer caso você tenha o costume de instalar softwares de terceiros com frequência, e/ou costuma desligar sua máquina no botão Power, sem usar o comando desligar (shut down).

Cheque o gerenciador de dispositivos do seu notebook. Se na linha que representa o teclado estiver aparecendo um ponto de exclamação, ou caso você não encontre a linha do teclado de forma alguma, então você deve acessar a página do fabricante de seu laptop afim de baixar os drivers mais recentes para o teclado de seu notebook. Talvez você precise utilizar um teclado usb, para poder preencher possíveis campos solicitados previamente ao download. Uma vez encontrado o driver, basta instalá-lo e seu problema deve ser corrigido.

Caso todas as opções anteriores não corrijam seu problema com o teclado, a alternativa inicial é utilizar um teclado USB a fim de poder utilizar o notebook imediatamente e finalizar os procedimentos iniciados no momento em que o teclado passou a falhar. Assim você não perde tempo tentando resolver um problema que pode ser um pouco mais complicado, como no caso de ser necessária a reposição de seu teclado.

Conexões

As vezes, por pequenos impactos, a conexão do cabo flat do teclado pode se soltar da placa mãe, ocasionando problemas no funcionamento do teclado, parciais ou integralmente. Se você tem conhecimento e/ou prática em abrir notebooks, consertar esse pequeno problema é simples e fácil. Caso não seja, veja no site do fabricante ou em tutoriais na internet se há uma explicação em como desmontar o notebook para corrigir o erro.
Se você não se sente seguro para efetuar a desmontagem e reconexão do cabo, procure uma assistência técnica de sua confiança para que eles possam resolver essa questão com segurança.

Se você ainda conta com a garantia de fabrica, ou garantia estendida, a melhor opção nesse caso é acionar o fabricante. Caso eles entendam que há um defeito realmente em seu teclado do notebook, é provável que você consiga substitui-lo sem demais problemas. Lembrando que antes de enviar seu notebook para uma assistência, é sempre prudente efetuar um back-up de seus dados.

Caso você não esteja mais coberto pela garantia, então você terá que substituir o seu teclado por conta.

Re-instalando o driver do teclado

Muitos dos problemas apresentados pelos teclados estão ligados aos drivers utilizados pelo sistema. Corrigir esses problemas não é nenhum bicho de sete cabeças, mas requer um cuidado especifico.

O primeiro passo para efetuar a correção do driver com segurança é criar um ponto de restauração do sistema, caso haja algum problemas durante a correção do driver. Uma vez criado o ponto de restauração, abra o gerenciador de dispositivos. Se você utiliza o Windows XP, clique em Iniciar, clique em meu computador com o botão direito do mouse, e selecione propriedades. Clique na aba Hardware, e abra o gerenciador de dispositivos. Caso utilize Windows Vista, 7 ou superior, apenas clique em iniciar, escreva gerenciador de dispositivos e pressione enter.

Agora encontre na lista o seu teclado, clique com o botão direto do mouse sobre ele e selecione desinstalar.

Uma vez desinstalado, selecione a opção Verificar se há alterações de hardware. Esta ação irá re-instalar o driver.

Caso esta ação não seja eficaz na correção do problema, é preciso descobrir se o problema é no hardware ou no Windows.

Para isso efetue os seguintes testes:

Primeiro plugue um teclado usb no seu computador e verifique seu funcionamento. Caso ele não esteja funcionando também, o problema não esta exatamente no teclado.

Para verficar se o problema esta no Windows, você pode rodar a partir de um disco virtual um outro sistema (como Ubuntu por exemplo). Caso o problema persista nesse novo sistema operacional, o problema não está no Windows e pode ser físico na placa do teclado.

Caso os testes demonstrem que o problema esta no Windows, a primeira opção é tentar a restauração do sistema, “levando” o computador até uma data/ponto anterior ao problema. Caso esta ação não resolva, infelizmente será necessário a re-instalação do Windows.

No caso de aparentar ser um problema do hardware do teclado, será necessário substituir o mesmo.

Com informações do Elgscreen

Quer aprender a consertar celulares e tablets?

AULA GRÁTIS! Junte-se a mais de 15.000 pessoas satisfeitas e conheça nosso curso.>

Aprenda a formatar o Windows 10 no seu PC

Aprenda a formatar o Windows 10 no seu PC

Boas notícias para quem precisa formatar o Windows 10: não é preciso baixar e reinstalar novamente o sistema. Ao realizar o processo, o PC vai fazer o trabalho sozinho, reinstalando os programas e deixando o Windows novinho em folha. Saiba como formatar o PC:

1. Abra o menu Iniciar e clique em “Configurações”;

2. Clique em “Autalização e segurança”;

3. Selecione a opção “Recuperação”, que fica do lado esquerdo da tela;

4. Clique em “Introdução” e selecione a opção desejada. Você pode manter seus arquivos ou apagar todos eles;

5. O Windows vai exibir a você todos os aplicativos que serão apagados ao realizar a formatação. Para continuar, clique em “Avançar”;

6. Selecione a opção “Restaurar” para

iniciar o processo, que pode levar alguns minutos. Em seguida o computador será reiniciado e o sistema vai instalar novamente o Windows 10.

Fique atento: é preciso manter o dispositivo conectado a uma fonte de energia durante todo o processo.

Com informações do Olhar digital

Quer aprender a consertar celulares e tablets?

AULA GRÁTIS! Junte-se a mais de 15.000 pessoas satisfeitas e conheça nosso curso.>

Como trocar senha do windows! Esqueceu a senha de Administrador do Windows? Saiba trocar

Como trocar senha do windows! Esqueceu a senha de Administrador do Windows? Saiba trocar

Se você esqueceu a senha da conta Administrador do Windows e está querendo usá-la, não se desespere, pois o TechTudo mostra como contornar isso. Tudo que você precisa é do disco de instalação do próprio Windows e seguir atentamente os passos desse tutorial.

É importante lembrar que o que será mostrado nesse tutorial deve ser usado unicamente para a modificação de senha. Além disso, apesar de ser focado no Windows 7, o procedimento a seguir pode muito bem ser feito em versões anteriores ou mais atuais do sistema.

Passo 1. Inicialize o computador usando o disco de instalação do Windows. Quando aparecer a mensagem “Press any key to boot from CD or DVD..” ou “Pressione qualquer tecla para iniciar a partir do CD ou DVD..”, pressione rapidamente qualquer tecla para o sistema iniciar pela mídia de instalação do Windows;

Passo 2. Na primeira tela, clique na

opção “Meu idioma é português (Brasil)” ou outra língua que você queira usar;

Passo 3. Em seguida, escolha as opções de localização (idioma, formatos e layout de teclado). Depois, clique no botão “Avançar”;

Passo 4. Na próxima tela, apenas clique na opção “Reparar o computador”;

Passo 5. Aguarde o instalador localizar as informações. Quando a tela “System Recovery Options” estiver disponível, clique no botão “Load Drivers”. Na pequena tela que aparece, clique no botão “OK”, para continuar o processo;

Passo 6. Na janela “Abrir”, vá até a pasta /Windows/System32/ e procure pelo aplicativo Utilman. Ao encontrá-lo, clique nele e pressione a tecla F2. Mude o nome do aplicativo para Utilman2 e tecle enter para confirmar;

Passo 7. A seguir, procure pelo programa Cmd. Ao localizá-lo, clique nele e pressione a tecla F2. Mude o nome do aplicativo para Utilman e tecle enter para confirmar;

Passo 8. Depois disso, apenas reinicie o computador e deixe o sistema iniciar sem usar o disco de instalação (por precaução, retire o disco da unidade, assim que começara reiniciar);

Passo 9. Caso a conta Administrador não apareça na tela de login, isso significa que ela está desativada. Para resolver isso, clique no ícone azul e circular, que fica no canto inferior esquerdo da tela;

Passo 10. Será exibida a tela do Prompt de comando com privilégios de administrador. Nessa tela, digite o comando <code>net user Administrador /active:yes</code> e tecle enter;

Passo 11. Para visualizar o resultado da mudança, clique no ícone de desligamento e depois na opção “Reiniciar”;

Passo 12. Com a conta Administrador na tela, clique no ícone que fica no canto inferior esquerdo para Abrir o Prompt de comando;

Passo 13. Na tela do Prompt de comando, digite o comando <code>net user Administrador novasenha</code> (substitua novasenha pela senha que você quer usar) e tecle enter. Feche a janela para voltar para a tela de login;

Pronto! A partir desse momento você já pode acessar usando a conta Administrador e a nova senha. Aproveite e vá para a pasta /Windows/System32/ e desfaça o sexto e o sétimo passo, para não deixar seu sistema vulnerável.

Com informações do Techtudo

Quer aprender a consertar celulares e tablets?

AULA GRÁTIS! Junte-se a mais de 15.000 pessoas satisfeitas e conheça nosso curso.>

Como escolher notebook em 2017: Não passe raiva

Como escolher notebook em 2017: Não passe raiva

Confuso sobre como escolher notebook? Há uma grande variedade de tamanhos, recursos e preços, que podem dificultar a escolha do note certo. Com um custo acima de mil reais, não dá pra escolher um modelo e se arrepender depois. Comece sua busca no lugar certo: confira nossas dicas e descubra como escolher o notebook certo para você!

Cuidado com notebook barato

Muitas vezes pensamos com o bolso, sim eu sei. Tome cuidado com isso, pois no fim você pode acabar comprando um notebook que não vá atender suas expectativas. Pense comigo: você não compra notebook todo ano. Outra coisa: os softwares vão evoluindo, e demandando mais processamento, mais máquina. O que quero dizer é que se você gastar investir um pouco mais agora, vai ficar mais tempo sem precisar trocar seu laptop, ou seja, tem uma economia de longo prazo. Considerando que os preços só aumentam, é uma boa escolha adiar a compra de outro notebook o máximo possível. 

Como escolher notebook em 2017

São muitos elementos que você deve levar em conta na hora de comprar seu notebook. Separamos os 8 mais importantes, aqueles que você deve considerar na hora de escolher o seu notebook. Pegue sua pipoca e boa leitura!

Antes de tudo: Defina sua necessidade

A primeira coisa que você deve considerar antes de sair procurando nos sites é qual o objetivoda compra desse notebook. Como você vai usa-lo? qual a finalidade?

Essa decisão é extremamente importante, pois cada necessidade vai exigir um desempenho diferente do seu notebook. Por exemplo: para o dia a dia de estudos e trabalho, um modelo mais básico resolve. Mas se você está em busca de um notebook para jogar, assistir filmes ou trabalhar com softwares gráficos (Photoshop, CorelDraw, Illustrator, etc) uma configuração com mais performance vai fazer diferença.

Defina a plataforma (Windows, Linux, Mac ou Chrome OS)

A maioria dos laptops vem com um desses sistemas operacionais: Windows, Linux, Chrome OS ou Mac OS X (apenas para MacBooks). Fazer a escolha certa entre eles não é tão simples, principalmente se você não estiver familiarizado com Macs e PCs. Além disso, cada plataforma tem seus próprios softwares, e eles não são compatíveis entre si. Por isso, vamos dar uma visão geral dos pontos fortes e fracos de cada plataforma para te ajudar.

Windows 10: Este é o sistema operacional mais popular dentre os apresentados, e está na maioria dos modelos que você vê nas lojas. É bastante flexível, e tem uma infinidade de softwares. A versão mais recente é o Windows 10, que possui muitos recursos interessantes como a Cortana, uma assistente pessoal que consegue responder perguntas em linguagem natural. Para a grande maioria dos casos, o Windows é o sistema operacional mais adequado.

Linux: É um sistema operacional livre, com funcionalidades semelhantes aos do Windows. Existem diferentes distribuições de Linux, sendo a Ubuntu uma das mais conhecidas. Também tem uma interface bastante amigável, flexível e possui uma ampla gama de aplicações. Poucosmodelos estão vindo com Linux de fabrica. É bastante usada por programadores.

MacOS: Todos os MacBooks (modelos da Apple) vêm com o MacOS, cuja última versão é a  Sierra. No geral, o sistema operacional oferece funcionalidade similar ao Windows 10, mas com um visual diferente (por exemplo, o menu iniciar dele é uma barra na parte de baixo da tela ).  O Sierra também tem uma assistente pessoal, a Siri. Os modelos com MacOS possuem como destaque o desempenho, e são muito usados por editores gráficos, editores de áudio/vídeo e programadores.

Chrome OS: Encontrado nos “chromebooks“, esse sistema operacional foi criado pelo Google. É simples e seguro, mas limitado (por isso são mais baratos). Na tela, se parece muito com o Windows, mas o aplicativo principal que você usa é o navegador Chrome. Para quem precisa apenas ver e-mail, atualizar sites e redes sociais, etc, o Chromebook resolve. A principal desvantagem é que, como ele é basicamente um navegador de internet, muitos dos aplicativos que você usa são online, ou seja, é bom ter um wifi por perto.

Que tal um 2 em 1?

Com a evolução e redução dos componentes eletrônicos, temos atualmente muitos dispositivos portáteis que estão na categoria de “2 em 1“. Esses notebooks híbridos podem ser usados como um notebook tradicional de mesa, ou como um tablet. São dois estilos principais de 2 em 1: Tem os que separam as telas totalmente do teclado, tornando-se duas partes separadas; e tem os que flexionam a tela com dobradiças que giram para trás até 360 graus. Mais uma vez: A escolha entre um modelo e outro vai depender do uso. O 2 em 1 com tela destacável pode ser mais polivalente se você é um vendedor de rua, se você precisa de mobilidade, se o seu filhinho só acalma quando tem um tablet nas mãos. Uma tela que gira vai ajudar a apresentar produtos em reuniões, a expor fotos na bancada de um evento, a passar fotos em slide, etc.

Uma última dica: Se você decidir por um 2 em 1, observe que os modelos que flexionam a telanormalmente têm bateria com duração mais longa do que aqueles com telas destacáveis.

Escolha o tamanho certo

Ainda antes de prestar atenção nos preços, é bom avaliar qual é o melhor tamanho de laptop para você.  Quem usa ou já usou notebook deve ter uma noção melhor das dimensões, e fica mais fácil de fazer essa escolha. O tamanho dos notebooks variam de acordo com as medidas da tela:

  • 11 a 12 polegadas: Os notebooks mais finos e mais leves ao tem telas de 11 a 12 polegadas e normalmente pesam 2,5 a 3,5 quilos.
  • 13 a 14 polegadas: Fornece o melhor equilíbrio de portabilidade e usabilidade, especialmente se você escolher um laptop que pesa menos de 4 quilos.
  • 15 polegadas: O tamanho mais comum de se encontrar. Esses laptops geralmente pesam 4,5 a 6,5 quilos. Considere este tamanho se você quiser uma tela maior e você não está planejando carregar seu notebook por aí.
  • 17 a 18 polegadas: Se o seu laptop ficar em sua mesa sempre, um modelo de 17 ou 18 polegadas é o que você precisa para jogar ou ter uma produtividade nível PC de mesaestação de trabalho.

Viu né? Se você vai carregar seu notebook pra cima e pra baixo, recomendamos a tela menor. Acredite, carregar 2kg pode ser tranquilo no começo do expediente, mas no fim do dia esse peso vai parecer muito, muito maior. Mas se você vai trabalhar com gráficos ou jogar (e mobilidade não for requisito), prefira a maior tela que seu dinheiro possa comprar.

Sinta o teclado e touchpad

As especificações mais impressionantes do mundo não significam nadinha se o laptop que você está comprando para não tiver uma boa ergonomia. Se você planeja trabalhar muito com seu notebook, certifique-se de que o teclado oferece feedback tátil e espaço suficiente entre as teclas. Prefira um notebook que tenha touchpad preciso, com opções de gestos multitouch, como a “pinça” com os dedos que dá zoom.

Esse tipo de coisa não dá pra avaliar em loja virtual. Quando estiver passeando no shopping, aproveite para dar uma tateada nos modelos de notebooks que estão nos expositores e sinta a diferença entre eles.

Fique de olho nas especificações

Até quem lida com informática constantemente pode ficar confuso com tantas informações sobre os componentes do notebook, como processador, disco rígido, memória RAM e chip de gráficos. Fique sussa se aquela sopa de siglas causa náuseas tontura em você.

Mas então, como escolher notebook? Estes são os principais itens que você deve prestar atenção na hora da escolha:

  • CPU: O “cérebro” do seu computador, o processador tem uma enorme influência no desempenho, mas dependendo do que você quer fazer, até o mais barato pode dar conta do recado. Prefira os modelos Core i3, i5 ou i7. Se você for engenheiro, trabalhar com modelagem 3D ou edição de vídeo, invista nos Xeon. Caso não queira passar raiva, fuja, veja bem, FUJA dos Atom, Celeron e Pentium.
  • RAM: A memória RAM é importante porque ajuda o processador a realizar várias tarefas ao mesmo tempo. Alguns notebooks vêm com apenas 2GB de RAM, mas é bom você ter pelo menos 4GB para não passar raiva. Se couber no orçamento, prefira os de 8GB, e mais do que isso é um exagero para a maioria dos usuários. Se você acha que pode precisar de mais memória posteriormente, escolha um modelo que permita expandir a RAM.
  • Drive de armazenamento (ou HD): Tão importante quanto a velocidade de sua CPU é o desempenho de sua unidade de armazenamento. No HD é onde você vai guardar seus arquivos. Aqui tem uma decisão estratégica: Se você não for precisar de muito armazenamento, escolha um HD do tipo SSD, que vai deixar seu laptop até 3x mais rápido – só que é mais caro.  O HD tradicional é mais barato, e normalmente oferece mais espaço(normalmente 1 terabyte).
  • Tela: Quanto mais pixels você tem, mais conteúdo você pode colocar na tela, e mais nítida a imagem vai ficar. A maioria dos laptops tem resolução de 1366×768, mas se você puder pagar, compre um com resolução 1920×1080 (também conhecido como full HD ou 1080p). Alguns portáteis tem telas de 2560×1600, 3200×1800 ou mesmo 3840×2160 com uma imagem de encher os olhos, mas que sugam uma bateria danada.
  • Tela touch: Se você pretende comprar um laptop de mesa normal, ao invés do 2 em 1, você não vai sentir muita diferença de ter uma tela sensível ao toque. Essas telas podem reduzirde 1 a 3 horas o tempo de bateria. Em compensação, nos 2 em 1, as telas sensíveis ao toque vêm por padrão.
  • Chip de vídeo: Se você não estiver jogando, criando coisas 3D ou fazendo edição de vídeo em alta resolução, um chip gráfico integrado (que compartilha memória do sistema) é suficiente. Mas… se você tiver alguma das necessidades acima, um processador gráfico AMD ou Nvidia é essencial.
  • Drive de DVD / Blu-ray: Poucos laptops ainda estão vindo com leitores ópticos, porque já inventaram o download e o pendrive. Mas se no seu trabalho é muito necessário ter um leitor de DVD, não tenha medo de escolher um modelo sem o drive, porque depois você pode comprar um leitor externo, que conecta via USB.

Veja a duração da bateria

Caso esteja comprando um notebook para usar fixo numa mesa sempre ao lado de uma tomada, a autonomia da bateria não é um requisito tão importante. Mas é um notebook né? A gente quer aproveitar a mobilidade que ele oferece. Por isso, se você planeja carregar o laptop pra cima e pra baixo, mesmo que seja em casa e/ou trabalho, é bom ter pelo menos 6 horas de resistência, sendo o ideal umas 8 horas ou mais. Ah, importante: Não confie no tempo de bateria que as fabricantes dizem. Prefira acreditar no que outras pessoas que já compraramesse modelo de notebook estão dizendo em fóruns e avaliações nos sites de compra.

Sim, a marca conta

Preste atenção: Seu laptop é tão bom quanto a empresa que está por trás dele. A preocupação com design, qualidade dos componentes do notebook, e atendimento ao cliente são fatores que devem fazer a diferença na hora da escolha. Converse com amigos, leia as recomendações,  avaliações e comentários de outros consumidores nas lojas virtuais, veja em sites de reclamações… enfim, saiba como os clientes estão avaliando a empresa e seus produtos.

Garantia e suporte

Esse item a gente normalmente só se atenta quando tudo já deu errado. A atenção que a empresa dá aos clientes é um fator que deve ser avaliado antes da compra. A empresa fornece informações sobre o produto? O site traz o manual e os drivers atualizados para o notebook que eu quero? Em português ou só em inglês? Como funciona o suporte? Tem assistência técnica local em minha cidade, ou vou ter que enviar o produto para a fábrica em caso de problema?

Quer aprender a consertar celulares e tablets?

AULA GRÁTIS! Junte-se a mais de 15.000 pessoas satisfeitas e conheça nosso curso.>