4109-1052 | 98067-6144 contato@spadomicro.com.br
Vale a pena comprar um MacBook usado? Veja prós e contras

Vale a pena comprar um MacBook usado? Veja prós e contras

Os MacBooks são os notebooks mais valorizados no mercado, com quedas de preço bem menores quando comparados à concorrência. Mesmo usados, os computados com OS X X têm a vantagem do apelo da marca Apple e encaram o controle de logística da companhia: dificilmente você encontrará promoções de queima de estoque de Macs.

Mas, vale a pena investir em um MacBook usado, mesmo que custe o preço de um notebook novo com Windows? Confira os prós e contras antes de decidir.

Série MacBook pro terá três novos modelos (Foto: Divulgação) (Foto: Série MacBook pro terá três novos modelos (Foto: Divulgação))Confira as vantagens e desvantagens de comprar um MacBook usado (Foto: Divulgação/Apple)

PRÓS

Design e acabamento

A Apple é reconhecida pela sua atenção ao design, e isso é claro na construção dos Macbooks. O acabamento é todo em liga de magnésio e alumínio, em um corpo feito, praticamente, de duas peças perfeitamente esculpidas. Uma vez que você usa um Mac, dificilmente se contentará com a maioria dos PCs com plástico que a concorrência oferece.

Macbooks se destacam pelo design refinado e pela qualidade do material usado na construção (Foto: Divulgação)MacBooks se destacam pelo design refinado e qualidade do material (Foto: Divulgação/Apple)

A alta qualidade é vista nos mínimos detalhes, como no LED indicador de bateria na lateral, no cabo MagSafe e na a logo acesa da Apple na traseira.

Se você escolher um MacBook Air usado, é possível ainda aproveitar suas dimensões pequenas e sua leveza, quando comparado a modelos com Windows lançados no mesmo ano. Um MacBook Air de 11 polegadas cabe em uma bolsa feminina comum e é suficiente para a maioria das tarefas do dia a dia sem comprometer a portabilidade.

Teclado e trackpad

Macbooks têm sempre trackpads muito bons (Foto: Divulgação)MacBooks têm sempre trackpads muito bons (Foto: Divulgação/Apple)

Em geral, é difícil encontrar trackpads de qualidade em notebooks com Windows, algo que prejudica muito o uso do computador se você não tiver um mouse disponível. Mas, esse, definitivamente, não é um problema para Macbooks.

Os computadores têm trackpads de vidro multitoque com ótima sensibilidade. Além disso, MacBooks trazem teclado retroiluminado, recurso presente em uma parcela pequena de computadores com Windows. Com isso, você tem a garantia de que poderá usar seu notebook no escuro sem problemas para digitar.

Desempenho

O desempenho do Mac é acima da média, especialmente para apps de música e edição de imagem e vídeo (Foto: Divulgação)O desempenho do Mac é acima da média, especialmente para apps de música e edição (Foto: Divulgação/Apple)

Um Mac antigo pode não trazer processadores recentes ou muita memória RAM, mas, mesmo assim, é capaz de rodar programas com leveza. O OS X é um sistema operacional extremamente otimizado, e que prioriza animações na hora de abrir apps.

A experiência de uso que resulta dessa característica é muito rica, especialmente se você levar em conta a facilidade de operação que oferece: ações simples, como remover ou instalar um app novo, são mais fáceis de realizar do que no Windows.

Os MacBooks Air, de 11 ou 13 polegadas, oferecem uma vantagem extra: iniciam e saem da hibernação muito mais rápido do que os outros. Isso sem falar na duração da bateria, que pode durar até 12 horas de navegação no Safari. A performance pode ser vista em PCs com Windows, mas em modelos mais novos com o chip Skylake, que podem sair caros demais.

Além disso, MacBooks são indicados para quem trabalha com som, imagem ou vídeo, seja porque possuem placas de som melhores ou porque os programas usados nele são mais eficientes e menos propensos a falhas.

CONTRAS

Assistência técnica

É difícil comprar um Macbook usado com Apple Care válida (Foto: Divulgação)

Uma das principais vantagens de se comprar um Macbook novo é o Apple Care, programa de assistência da Apple que resolve seus problemas em caso de defeito. Ao adquirir um Mac usado, dificilmente você ainda poderá usar a garantia de fábrica, a não ser que o dono tenha adquirido extensão ou esteja vendendo um computador com pouquíssimo tempo de uso.

Se você não tiver sorte com a compra de um Mac com Apple Care válido, restará lançar mão de assistências autorizadas que podem cobrar caro demais caso haja falha nos componentes. Por isso, vale ter muita atenção na hora de compra, que deve ser feita, de preferência, de alguém confiável. Afinal, consertar um Macbook pode sair mais caro do que comprar um bom PC com Windows.

Requer novos programas

Você precisará de novos programas para tudo (Foto: Divulgação)Você precisará de novos programas para tudo (Foto: Divulgação)

Como Macs rodam um sistema operacional completamente diferente, os programas do seu computador Windows podem não rodar no PC da Apple. O problema foi diminuído recentemente com soluções na nuvem da Adobe e Microsoft, mas permanecem se você tiver uma licença do Photoshop CS6, por exemplo.

No caso de apps gratuitos, você não deverá ter problema com a maioria, pois os grandes desenvolvedores costumam lançar versão também para Mac. Você pode ter dor de cabeça se gostar de jogar no computador, pois a maioria dos títulos são feitos apenas para Windows, mas o restante pode ser perfeitamente otimizado com uma pesquisa na Mac App Store.

Preço

Para ter a experiência de um Mac, é preciso pagar caro mesmo por um usado (Foto: Divulgação)

A Apple cobra caro e isso não é novidade para ninguém. Com a alta do dólar, há quem venda um Macbook de 13 polegadas fabricado em 2013 por cerca de R$ 4 mil, ou um modelo de 2010, com o antigo processador Core 2 Duo, por R$ 1.500.

Se você estiver em busca de um Macbook Pro, deverá desembolsar em torno de R$ 2 mil por uma versão de 2010 ou 2011, ou entre R$ 4 mil e R$ 5 mil por algo mais recente, a partir de 2013.

Em muitos casos, o valor investido em um Macbook usado é suficiente para comprar um PC Windows novo e até com placa de vídeo dedicada para rodar jogos. É possível investir também, com o mesmo dinheiro, em um modelo com tela touch e processador mais novo, que pode garantir uma longevidade maior, e ainda com garantia.

No final, comprar um Mac, mesmo usado, continua significando pagar um preço premium para usufruir do design e do que o OS X tem a oferecer.